faltam 3 dias para estrear

ensaio corrido do 3º acto: estamos prontos para os gerais.

desejaria esticar para o dobro (pelo menos) este tempo que passo no meio do fosso da orquestra rodeado de naipes de cordas, sopros, a sentir (literalmente) o vento causado pelos movimentos do maestro sobre a minha cabeça, e a estremecer com os pulos que dá em cima do estrado.

mais perto da música? só se enfiar a cabeça dentro de uma tuba, ou assim.

há uma sensação geral de finalização, de estarmos a chegar ao destino da nossa viagem. como dizem os ingleses: “looking forward to…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *